Setor de Artesanato e Cursos Livres


O Setor de Artesanato e Cursos Livres da Fundação Cultural Calmon Barreto foi criado com o propósito de resgatar a genuína arte da Tecelagem, técnica datada da época do povoamento da região. A primeira verba a beneficiar a recém criada Fundação foi oriunda de recursos estaduais para estruturar e dar andamento à manifestação cultural e à formação de artesãos, com implicações sociais.

Em dezembro de 1984 a Fundação iniciou suas atividades no Museu Regional Dona Beja. Criou-se então o “Centro de Artesanato de Araxá”, espaço destinado à formação de artesãos, priorizando os cursos de tecelagem, com a finalidade de resgatar, preservar a arte do tear mineiro e aumentar a renda familiar dos envolvidos. Ao visitar o Museu, o turista podia vivenciar todas as etapas do processo de tecelagem.

Assim que a Fundação ganhou uma sede - prédio da antiga Estação Ferroviária Oeste de Minas - as artesãs, ligadas direta ou indiretamente ao projeto de tecelagem, puderam contar com um ambiente apropriado e amplo para continuarem desempenhando seu ofício e, também, ganharam um local específico para comercializar suas criações.

No dia 11 de julho de 1987, Hermantina Drummond , grande divulgadora do artesanato de Araxá, foi homenageada pela Fundação Cultural Calmon Barreto ao colocar seu nome na Sala dos Teares da instituição. A homenagem ocorreu no mês em que ela completou 93 anos de idade e contou com a presença de membros da família Drummond e convidados.

Desde a sua criação, o Setor de Artesanato participa de Feiras, Congressos, Encontros e Seminários e também realiza mostras locais e temáticas como Exposições Natalinas, oportunizando a comunidade o contato das próprias produções.

Atualmente, todas as etapas do processo podem ser vivenciadas no “Ateliê de Tecelagem Hermantina Drummond” e compartilhadas por turistas, visitantes, alunos e a população em geral.

Por meio do Curso de Tecelagem, oferecido gratuitamente pela instituição, são capacitados quatro alunos semestralmente para difundir e perpetuar este ofício às futuras gerações.

Seguindo as tendências do mercado e com uma visão inovadora, novos designs, tramas, coleções e produtos de cama, mesa, banho e artigos pessoais são confeccionados e disponibilizados ao visitante.

Na loja anexa ao Ateliê pode ser encontrada a mais pura mostra do artesanato regional, aliada à criação de novos produtos, que enchem os olhos de quem passa por lá. Uma gama de itens está à disposição do público, como: porta-petiscos, jogos americanos, jogos de lavabo, toalhas e caminhos de mesa, passadeiras, tapetes diversos, tapetes kilim, caminhos de mesa, colchas, mantas de sofá, almofadas, echarpes, cachecóis e outros.

O artesanato local é um ícone cultural, pois reflete os costumes populares. Resgatar e preservar a tradição do tear mineiro é manter viva a memória histórica da cidade.





Praça Arthur Bernardes, 10
Centro - CEP: 38.183-218
Telefone: (34) 3612-9339
Instagram: ateliê_de_tecelagem

Horário de atendimento:
De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
Sábados, das 9h às 15h

Responsável pelo Setor
Fernanda Alves Barcelos
artesanato.fernanda@fundacaocalmonbarreto.mg.gov.br